Ser Esposa


 Assim que casamos, levamos o título “esposa”, é uma referência para dizer que você é uma mulher casada. O que quero dizer é que apenas ser chamada de esposa não nos faz realmente uma, embora existam muitos livros para nos incentivar, que muitas vezes é quase um manual de “como ser uma boa esposa”, a verdade é que nós só aprendemos na prática e com o tempo (embora algumas se recusem a aprender). Não existe um padrão fiel para ser uma boa esposa, afinal, cada um de nós carregamos personalidades e vidas diferentes, o que serve para o meu casamento pode não servir para o seu. Contudo, existem algumas coisas que são necessárias na vida de qualquer pessoa, que podemos usar não só para lidar com nossos queridos esposos, mas em nossa vida social por completo. 
Eu errei muito como esposa e confesso que ainda cometo erros, porém não tão graves como antigamente. Mas como eu concertei os meus erros como esposa? Foi um processo difícil enfrentar o meu ego, sendo este o meu primeiro passo, aceitar que eu não sou o centro do mundo, a pessoa perfeita que faz tudo certo e nunca erra. Segundo, o desejo de ser uma pessoa feliz, o que me leva a querer ter um casamento feliz, afinal, agora somos um, se ele está infeliz, como posso ficar feliz? O que talvez não deixe de ser uma pitadinha de egoísmo, mas um egoísmo que faz bem para todos não há problema. Mas como fazer um casamento feliz? Muitas mulheres devem se questionar diariamente sobre isso, contudo, assim como eu, também têm dificuldades em encontrar o caminho.


Eu, como cristã, sempre orei a Deus, desde quando era solteira, pela pessoa que seria minha outra metade, depois que o encontrei, as minhas orações continuaram, mas cada fase era um tipo de oração. Depois de casada, tive um choque quando parei para observar que as minhas orações eram sempre sobre minhas próprias necessidades, nunca as nossas, eram sempre pelo lar, mas nunca pelo nosso relacionamento. Quem conduz a minha vida é Deus, porém, existem coisas que devem ser ditas e pedidas, por Ele guiar a minha vida, pode até nos livrar do pior, mas nada fará sobre as consequências das nossas atitudes que não foram colocadas na mão d’Ele. Eu dormi por um bom tempo, talvez algumas pessoas possam achar que Deus dentro do casamento pode não significar muita coisa, mas Ele foi o ponto principal para meu casamento continuar firme e sobreviver ao desastre. Foi Ele que acendeu o fogo do amor no meu coração quando eu olhei para meu esposo e nosso amor estava frio como gelo, foi Deus também que nos livrou de tombos muito maiores que a nossa relação poderia ter levado. Foi Ele que me deu um empurrão e me disse “agora é com você”, o que me levou a buscar como poderia melhorar o que faltava em nossa relação. Não dá para saber no que estamos errando quando não estamos vivendo dentro do casamento, antes de me casar, eu sempre ficava de nariz empinado dizendo que eu ia ter um casamento fantástico, achava que eu saberia lidar com meu casamento da melhor forma possível (inocente... não sabe de nada).
Meu primeiro erro foi ter afastado Deus do nosso relacionamento e abaixado a guarda achando que o amor que sentimos no começo poderia durar para sempre sem eu fazer nada, só permanecendo ao lado dele. Quando decidimos casar, muitas das vezes, é porque amamos muito aquela pessoa e queremos ter uma vida junto dela, mas depois de casados nos acomodamos. Com o tempo, até mesmo nossos próprios sentimentos se acomodam e descuidamos do amor, o que nos leva a ficar tão frias ao ponto de uma hora vocês olharem para os seus esposos que tanto amavam e não sentirem nada. Isto pode ser fatal para o casamento, sim, isto quase foi fatal para o meu.
Depois de buscar a Deus, me conhecer melhor, aceitar minhas falhas (sim, você tem que buscar se conhecer, saber quem é também se torna um fator principal para ser uma boa esposa). Eu descobri o quanto era necessário estudar, estudamos para desenvolver alguma profissão, mas muitas vezes nem pensamos o quão necessário isso pode ser dentro de um casamento, se encher de conselhos bons para seguir ao um rumo que possa deixar seu casamento mais forte é uma forma literal do amor, porque você se importa tanto com a relação de vocês que você acaba buscando mais e mais conhecimento que possa usar para sua vida.


O Meu primeiro livro foi “O desafio de amar”, este livro foi tão eficaz em minha vida, não me ensinando só como ser uma boa esposa, mas como ser um boa pessoa. Me trouxe um conhecimento tão maravilhoso e me deu tanto tapa na cara que me fez ver o quanto eu estava caminhando totalmente errada, se eu não tivesse dentro do casamento não teria percebido, por isso que digo que somente aprendemos de verdade quando estamos vivendo. Quando terminei este livro, eu estava tão cheia de vontade de dar o meu melhor, um sentimento incrível. “Você precisa entender que o casamento é um relacionamento para ser aproveitado e apreciado ao longo do caminho”.  Aprendi que eu tenho que investir no amor, que é necessário investir sempre, todos os dias, quanto mais invisto mais amor eu sinto. Por isso que continuo estudando, uma das coisas que eu tirei prova por mim mesma foi daquela parte da Bíblia que diz: “A mulher sábia edifica sua casa, mas a tola a destrói com suas próprias mãos.”. Eu, uma mulher tola que achava que sabia de tudo, estava derrubando meu casamento com minhas próprias mãos e eu era orgulhosa demais para enxergar, e por isso eu culpava meu marido de tudo, mas pouco a pouco, não foi um processo rápido, eu comecei a colocar em prática atos que eu nunca havia feito, comecei a respeitar, a falar coisas que não falava, contar até mil por paciência, respirar fundo e pensar na melhor saída para os momentos de conflitos. Pequenos atos e palavras amorosas me mostraram que realmente uma mulher sábia edifica a casa, então levo esta frase sempre para me lembrar de o que é ser esposa.
Para mim, ser esposa é nunca baixar a guarda, investir constantemente no amor, estudando e lutando constantemente, muitas vezes comigo mesma para manter meu casamento feliz. Eu não sei quantas pessoas passam por esse processo difícil no casamento, mas eu passei e descobri que o inimigo principal era eu mesma, por isso estou aqui compartilhando minha experiência de sete anos de esposa. Então, para mim, ser esposa não é só aquela mulher que cuida do lar, mas sim estar aberta para entender as dificuldades do seu casamento e lutar para que estas dificuldades sejam consumadas. Amem seus maridos, lembrem-se desta parte que tem no livro desafio de amar “A verdade é que o amor é uma decisão e não um sentimento. Ele não busca os seus próprios interesses, é sofredor e transformador. E quando o amor é demostrado verdadeiramente, como foi planejado para ser, o seu relacionamento tem grandes chances de mudar para melhor”.
Eu decidi ser uma boa esposa, porque eu queria mais que tudo um casamento feliz, por isso que constantemente estou lutando, não durma, continue bem acordada, sempre orando a Deus, estudando e fazendo a sua parte.


“O impossível e uma palavra muito grande que gente pequena usa para tentar nos oprimir” (Pregador Lu)

2 comentários:

  1. Amei a postagem, ja passei por isso mas acredito que foi sou eu, eu sou mais novo é as vezes ainda sou um pouco imatura, mas estou sempre lutando pela felicidade da minha família ja que hoje somos três e não dois mais, também sempre entrego minhas preçes a Deus e assim como minha família.
    Realmente um casamento é uma das coisas mais maravilhosas da vida, mas também requer luta e que seja cultivado o amor todos os dias... Quando eu fui me casar eu pensei muito nisso que eu iria lutar pela nossa relação... Lembro de uma frase que me consumia muito quando era noiva, "Tudo o amor sofre, tudo o amor cura" nem sei se ela é realmente assim mas eu a carrego assim.
    Lindo texto
    bjs

    ResponderExcluir
  2. *o* não sabia que era mãe <3 amei saber.

    ResponderExcluir